terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

Lombo de porco salteado com Espargos



A vida está em constante mudança, mesmo quando os dias nos parecem iguais, há sempre algo que muda...tanto em nós, como no mundo que nos rodeia, nas pessoas com quem convivemos, em tudo o que vemos, tudo o que sentimos...e isto é bom. 
É bom poder reparar nestas mudanças, mesmo pequeninas, mesmo que nos queiram passar despercebidas...é bom poder reparar nelas. 
Temos em nós esta sensibilidade, de reparar, de apreciar, observar e meditar. Sobre tudo o que nos afecta, tudo o que nos toca. 
Temos o poder de guardar, arrumar e utilizar muitas coisas que vamos vivendo, absorvendo e saboreando...todos os dias.
É bom saber onde podemos ir buscá-las e saber que estão sempre ao nosso dispor, porque elas são nossas..ninguém nos tira aquilo que já vivemos e ninguém nos pode negar esse prazer...mas, como já se disse, tudo muda, nada se repete e nada se consegue sem andar em frente.  
Para trás fica muita coisa...pessoas, lugares, paisagens, cheiros, sabores...mas só fisicamente, porque eu trouxe tudo comigo, na minha mente, na minha memória e, principalmente, no meu coração...

Agora sim, estou aqui para vos trazer um pouco de mim...escrevo-vos de outro país e noutro estado civil. Eu e o meu marido saímos do nosso lindo país e viemos tentar uma vida nova bem longe de casa...

Espero que vocês estejam tod@s bem! :) O tempo para vir aqui vai ser pouco...mas passarei por cá sempre que puder...saibam também que, mesmo ausente, não me esqueci de vocês, nem das vossas sugestões deliciosas! Um grande obrigada a todas as que por aqui passaram neste momento de ausência e as minhas sinceras desculpas não ter vindo mais cedo para vos agradecer...

Deixo aqui uma sugestão que me deliciou, não só pelos habituais legumes (mudei de país, mas os meus legumes continuam comigo, claro! ihih), mas principalmente pela estreia deste grande senhor que é o espargo...gostei muito deste legume que nunca tinha entrado em minha casa (parece impossível, mas é verdade, verdadinha! )

Uma entre muitas das receitas que foram feitas em Portugal...e que serão as próximas a ficar aqui no meu cantinho culinário...
Aqui fica...espero que gostem!


Ingredientes:
Serve 2...

300 gr de Lacinhos tricolor (ou outra massa a gosto)
Naco de lombo (200 gr +ou-)
8 Espargos
1 Alho francês (parte branca e um pouco da parte verde)
8 Cogumelos frescos
Pimento vermelho a gosto
Coentros frescos
Sementes de sésamo a gosto
Sal 
Pimenta preta fresca
2 colheres de sopa de azeite
1 cebola branca 
3 dentes de alho
Pitada de colorau
2 colheres vinho branco

Preparação:

Se possível, tempere a carne no dia anterior com alho, sal, vinho branco e uma pitada de colorau. Deixe marinar até ao momento de preparação.

Coza a massa em água e sal durante 12 minutos. 
Depois de cozida, retire e escorra bem a água.
Reserve.

Coloque o azeite a aquecer num wok e salteie a cebola cortada em meias luas juntamente com o alho francês, cortado em rodelas finas (aproveitei também um pouco da parte verde, a mais próxima da parte branca).
Junte os legumes, começando pelos cogumelos frescos laminados e deixe saltear; depois de alguns minutos, os espargos cortados em pedaços e, um pouco depois, o pimento vermelho. Tempere tudo com um pouco de sal e pimenta preta fresca.
Junte finalmente a carne, cortada em pequenos cubos, e deixe fritar durante 15 minutos, mexendo constantemente para que frite bem.
Tempere tudo com um pouco de sal 

Quando vir que a carne está bem frita, junte os lacinhos e deixe saltear durante 3-4 minutos. Envolva bem a massa com os legumes e a carne.
Polvilhe com sementes de sésamo e coentros picados a seu gosto.






Uma refeição simples, cheia de cor e muito sabor...!!



Bom apetite!



Espargos

Os espargos são plantas perenes que pertencem à família Liliaceae. Embora tenham sido já catalogadas cerca de 300 variedades de espargos, apenas 20 são comestíveis.

Os espargos, lanças carnudas cobertas com cabeças compactas, são muitas vezes considerados como um legume de luxo, prezado pelo sabor suculento e textura tenra. São colhidos na Primavera, quando atingem os 6 a 8 centímetros de altura. Embora a variedade mais comum seja o espargo de cor verde, existem outras duas variedades que são comestíveis. O espargo branco, de todos o mais delicado e tenro, é cultivado debaixo da terra para inibir o desenvolvimento de clorofila, e por conseguinte, criar a sua distintiva coloração branca. Geralmente, os espargos brancos são encontrados enlatados, embora seja possível comprá-los frescos em algumas lojas gourmet, a um preço mais exigente já que a produção é mais trabalhosa.

Existe ainda uma outra variedade de espargos comestíveis, o espargo de cor roxa. São muito mais pequenos que a variedade verde ou branca (normalmente apenas 2 a 3 centímetros de altura) e apresenta um sabor a fruta. A cor púrpura deste tipo de espargo é conferida pelas antocianinas, um tipo de fitonutriente benéfico para a saúde. Com o cozimento prolongado, a cor roxa poderá desaparecer.


Texto retirado daqui




Até breve ;)

Sofia

quinta-feira, 22 de Novembro de 2012

Frango assado com Garam Masala



O Outono traz cores apaixonantes...a natureza pinta-se de tons aconchegantes, quentes e deslumbrantes...vejo paisagens que parece que foram pintadas à mão, de tão belas que são...é maravilhoso poder ver tudo isso e poder observar o passar dos dias que vão sendo notados na evolução dos diferentes tons das folhas...o amarelo, laranja, castanho e vermelho...e o cheiro que se sente, ao fim do dia, à hora em que se começa a acender o lume, porque o sol já se esconde atrás da serra...aquela sensação de frio juntamente com o fumo quentinho da lareira enche-me de prazer...

Os dias em que o sol brilha são os meus predilectos, em que não há frio que me tire o sorriso, nem sequer a vontade de comer ao ar livre...foi o que aconteceu nesse domingo soalheiro. Liguei o forno e preparei um frango caseiro com um tempero que me encanta, o Garam Masala. 
Para acompanhar assei tomates cereja e fiz um arroz frito com cenoura....uma refeição muito simples, mas plena em sabores e aromas...por fim, um toque bem especial e crocante, as minhas queridas sementes de sésamo tostadas.
Posso garantir-vos que esta refeição traz o Outono consigo nas cores com que nos presenteia...mas os sabores, esses, fazem-nos viajar mundo fora!!


Ingredientes:

Para 1 frango:

4 dentes de alho
3 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sobremesa de Garam Masala
Sumo de 1/2 limão
Pitada de pimenta preta
Sal q.b.

Para os tomates assados:

Tomates cereja a gosto
Azeite
Vinagre balsâmico
Tomilho fresco
Sal

Para o arroz:

2 colheres de sopa de azeite
2 copos de arroz agulha
4 copos de água quente
1 cenoura grande
Sal q.b.

Sementes de sésamo pretas e brancas q.b.


Preparação:

Num almofariz, coloque os ingredientes para temperar o frango e esmague tudo muito bem até obter uma pasta.
Depois de limpo, dê ligeiros cortes no frango, para que o tempero consiga ficar bem incorporado.
Tempere o frango com a pasta e deixe repousar 15 a 20 minutos.

Ligue o forno a 180º C.

Num recipiente próprio para ir ao forno, coloque os tomates cereja, sem rama.
Regue com um bom fio de azeite, uma colher de sopa de vinagre balsâmico e tempere com uma pitada de sal grosso e um pouco de tomilho fresco.
Envolva tudo bem.
Reserve.

Leve o frango ao forno e deixe assar durante uns 35 minutos, virando de vez em quando para ficar tostado uniformemente.

Passado 10 minutos de ter posto o frango a assar, coloque também os tomates cereja.

Num tacho coloque um fio de azeite e deixe aquecer. Depois de quente, coloque o arroz e deixe fritar, mexendo de vez em quando.
Quando os bagos de arroz estiverem a ficar brancos, junte a cenoura cortada em pequenos cubos e mexa. Um minuto depois junte a água, previamente aquecida. Tempere com sal e quando começar a ferver baixe o lume para o mínimo e deixe cozer durante uns 12 minutos, aproximadamente.
Quando a água já estiver quase totalmente evaporada, apague e reserve até servir.



Numa frigideira anti-aderente coloque sementes de sésamo a gosto e deixe tostar durante 3-4 minutos, em lume baixo, agitando a frigideira para que não queimem.

Depois do frango e dos tomates assados, retire do forno, sirva com o arroz e polvilhe tudo com as sementes de sésamo tostadas.






Bom apetite!




Queria vir aqui há mais tempo...mas a vida tem dado tanta volta que a vontade e a inspiração escapam-se entre os dedos e eu vou adiando...não que me tenha esquecido deste meu, e vosso, cantinho, que me tem trazido tanta coisa boa...nem me esqueci de todo o prazer que sinto em partilhar aquilo que tenho como uma das minhas maiores paixões:cozinhar...e é claro que não me esqueci de todas vocês, que me inspiram e que continuam aí desse lado, apesar desta minha ausência prolongada...não, nada disso...apenas estou a precisar mais de mim em outros assuntos que acabam por me tirar aquela energia boa que gosto de partilhar aqui com vocês! Quero agradecer-vos, de coração, por continuarem desse lado, apesar de andar mais ausente...muito obrigada!
Até breve...
Sofia

terça-feira, 16 de Outubro de 2012

Bolo de Ameixa



Um bolo apaixonante...
Um bolo que trouxe consigo uma enorme vontade que o próximo Verão chegasse bem depressa, pois estas foram as últimas ameixas lá em casa...bem negras e maduras, todas elas esperavam um final feliz, o tal que eu já lhes tinha sussurrado...sempre expectantes e confiantes, aguardaram que o momento chegasse. E ele chegou...foi sob um bolo de iogurte bem fofo e esponjoso que elas ficaram...um bolo incrivelmente suave, delicado e tão, mas tão aromático que ainda o sinto bem presente quando olho para estas fotografias...lembram dias quentes, solarengos e tardes ainda longas...

Memórias...a melhor forma de termos perto aquilo que queremos e guardamos dentro de nós com tanto amor e carinho. Algo que nunca ninguém nos vai tirar...algo que podemos guardar às centenas, pois há espaço para todas elas! Aquelas que nos fazem sentir quem somos, e que somos alguém para alguém.

Ingredientes:

6 ovos
1 e 1/2 chávena  de açúcar
1 e 3/4 chávena de farinha fina sem fermento
3 colheres de sopa de farinha Maisena
1 colher de sopa de fermento
100 gr manteiga derretida
1 iogurte grego natural
6 ameixas grandes (usei pretas)
Amêndoas laminadas q.b.

Chávena: 240 ml

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Forre uma forma redonda, sem buraco, com papel vegetal e unte-a com óleo ou manteiga.
Reserve.

Bata os ovos com o açúcar durante 10 minutos, com a batedeira em velocidade média, até triplicar o volume.

Junte o iogurte grego, delicadamente, e envolva.
Depois de arrefecida, adicione a manteiga derretida e envolva bem.

Peneire as farinhas e vá adicionando, aos poucos, mexendo sempre delicadamente, em cada adição.
Junte o fermento.

Corte as ameixas ao meio, retire o caroço e corte em pedaços grandes. Distribua os pedaços de ameixa pelo fundo da forma.
Por cima coloque a massa, até tapar as ameixas.
Por fim, polvilhe com amêndoa laminada, a seu gosto.

Leve ao forno durante 35-40 minutos, aproximadamente.
Verifique fazendo o teste do palito.




Aqui está uma fatia para vocês :)




Bom apetite!

Boa semana :)




terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Quiche de Alho Francês, Chalotas e Cogumelos Frescos





Tinha saudades de comer uma tarte salgada...
Gosto de sentir saudades de sabores que, quando me lembro deles, cresce-me água na boca...gosto de sentir aquela vontade de ir para a cozinha, já a imaginar o momento final, aquele em que saboreio o que preparo com tanto carinho e expectativa...momentos que me fazem feliz de uma forma tão simples e fácil que merecem ser partilhados...

Os ingredientes para o recheio não são novidade, nem para mim nem para vocês que já me conhecem, sou uma legumeira assumida, com muito orgulho...aqui o que é realmente notável e novidade para mim, é a massa que me deixou mesmo surpreendida e completamente rendida...
Vi a receita desta massa num blog que gosto muito de visitar, o Tentações sobre a Mesa.
Obrigada pela receita, Lenita!

Muito simples e prática, esta quiche conseguiu, com o seu incrível aroma, tornar a minha cozinha numa autêntica pizzaria...!!

Os meus queridos tomates cereja foram uma excelente companhia e o tempero, bem especial...

Ingredientes:

Massa:
Ver receita aqui

250 g de farinha
75 g de azeite
60 ml de água
Oregãos qb
Alho em pó qb
Sal qb

Recheio:

Azeite
Alho francês (inteiro)
3 chalotas
Cogumelos frescos a gosto

5 ovos
250 gr de molho béchamel (usei de compra)
Pimenta 5 bagas fresca
Noz moscada
Sal

Preparação:

Massa:

Misture todos os ingredientes secos numa tigela.
Abra um buraco no meio e junte a água e o azeite.
Envolva bem todos os ingredientes, mas sem amassar, apenas até estarem ligados.
Enfarinhe a bancada e estenda a massa com a ajuda do rolo até obter a forma desejada.
Forre a tarteira com papel vegetal (corte-o à medida) e coloque a massa por cima. Pressione bem até ficar bem moldada à forma.
Reserve.

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Recheio:

Numa frigideira antiaderente ou num wok, coloque um pouco de azeite a aquecer e comece por saltear as chalotas e o alho francês cortados em rodelas do mesmo tamanho. 
Deixe cozinhar durante 8 minutos, em lume brando, mexendo de vez em quando.
Lave e corte os cogumelos em pedaços, também do mesmo tamanho e no formato que desejar.
Adicione os cogumelos e deixe saltear até murcharem. 
Tempere com uma pitada de sal e outra de pimenta 5 bagas fresca.
Depois de prontos retire do lume e reserve.

Bata os 5 ovos com o molho béchamel num recipiente à parte e tempere com uma pitada de pimenta e uma colher de café de noz moscada em pó.
Reserve.

Coloque os legumes por cima da massa, até cobrir o fundo da tarte.
Por cima coloque os ovos batidos com o béchamel.

Leve ao forno durante 35-40 minutos.
Ao fim deste tempo, verifique se está pronta e retire do forno.

Salada:

Tomate cereja
Azeite
Vinagre balsâmico
Sal
Tomilho fresco

Lave bem os tomates e corte-os ao meio. 
Num recipiente à parte coloque uma colher de sopa de vinagre balsâmico.
Junte uma pitada de sal grosso e tomilho fresco.
Mexa muito bem com a ajuda de uma colher para derreter o sal.
Por fim, junte duas colheres de sopa de azeite e envolva bem.
Sirva ao lado dos tomates.












Corte um pedaço de quiche, leve à 
boca...logo de seguida, passe o tomate pelo tempero, mastigue tudo, saboreie, feche os olhos e...sinta-se feliz :)



Bom apetite!

Boa semana :)