sexta-feira, 30 de março de 2012

Esparguete picante com Legumes e Linguiça



Não utilizo muito o picante na comida, talvez num prato que o sugira onde uma pitada de picante lhe dá um gosto especial...mas não sou de "pintar" o prato com piri-piri depois de confeccionado...acho que não combina comigo. Agora os ingredientes que já o trazem...sim, gosto de alguns e este esparguete é um deles! Mais uma experiência bastante agradável. O sabor descobre-se de forma discreta e saborosa, que apetece!

...a estreia foi com carne à bolonhesa e desta vez decidi juntar-lhe uns legumes com linguiça um nadinha picante..."saltaram" todos juntos no wok e o resultado foi delicioso.

Ingredientes:
Serve 2...

250 gr de esparguete picante Milaneza
2 chalotas cortadas em rodelas finas
1 alho francês sem a rama, cortado em rodelas 
2 courgettes pequenas sem casca, cortadas em rodelas
1 cenoura cortada em meias rodelas finas
5 cogumelos frescos laminados
1/4 de pimento verde cortado em tiras finas
2 fatias grossas de afiambrado (se não tiver pode usar 200 gr de bacon em tiras)
1 linguiça picante 
2 colheres de sopa de sementes de sésamo
1 colher de sopa de molho de soja
Pimenta preta fresca 
Sal
2 colheres de sopa de azeite


Para quem não aprecia o sabor picante, pode substituir pelo esparguete normal e uma linguiça sem picante...


Preparação:

Coza o esparguete em água e sal durante 7 minutos. Depois de cozido, escorra-o bem e reserve.

Num wok coloque o azeite a aquecer em lume brando e junte de seguida as chalotas e o alho francês. Quando murcharem um pouco, junte as courgettes e a cenoura. Mexa e deixe cozinhar lentamente.
Junte os cogumelos e o pimento verde.
Deixe saltear durante uns 10 minutos, mexendo de vez em quando.
Corte a linguiça e o afiambrado em pedaços e junte ao preparado.
Envolva tudo e tempere com uma pitada de sal, outra de pimenta preta fresca e o molho de soja.
Polvilhe com as sementes de sésamo e deixe apurar bem durante mais 10 minutos em lume brando, mexendo de vez em quando.
Quando estiver pronto, junte o esparguete ao preparado e envolva tudo muito bem.
Depois de 3-4 minutos está pronto.






          Bom apetite!


Bom fim de semana :)


quinta-feira, 29 de março de 2012

Dueto de Batatas Assadas com Tomilho




Foi mesmo assim que elas saíram do forno...sem organização aparente...
Antes de para lá entrarem cobriram-se de perfume...um perfume delicioso que já as deixou bem apetitosas e promissoras, mesmo antes do grande momento para o qual se preparavam...
Conseguiram no final um lugar de destaque, numa refeição bem especial...para nós um momento delicioso, a repetir! Para elas uma estreia absoluta..... um dueto perfeito!

Aqui estão elas...

Ingredientes:
Serve 2...

5 batatas médias
5 batatas doces médias
2 colheres de chá de alho em pó
2 colheres de chá de tomilho seco
Azeite q.b.
Sal q.b.

Preparação:

Descasque e lave as batatas.
Corte-as em palitos largos. Tempere com sal grosso, alho em pó e tomilho seco.
Regue com um bom fio de azeite e envolva tudo muito bem.
Reserve durante meia hora (mínimo).

Asse num tabuleiro refractário ou num tabuleiro de forno (forrado com papel de alumínio) durante 45 minutos, aproximadamente, a 180ºC.

Nota: Ao assar num tabuleiro de forno, espalhe bem as batatas de modo a não ficarem sobrepostas e assim assarão mais facilmente.
Asse em simultâneo com o prato principal, no meu caso com o frango com limão e gengibre.





Bom apetite!




quarta-feira, 28 de março de 2012

Frango Assado com Limão e Gengibre


Um jantar especial, para alguém muito especial...Quando a nossa intenção é agradar quem amamos, os nossos sentidos apuram-se e entram em sintonia num rodopio de sensações...queria algo diferente, algo que marcasse aquele dia. Algo que o agradasse e me desse aquela felicidade de o ver deliciado com o que preparei....objectivos concretizados, sorriso nos lábios e uma satisfação inesquecível nesta refeição bastante aromática e deliciosa...


Ingredientes:
Serve 2...

Frango (usei 4 pernas)

Para o tempero:
6 dentes de alho
Sumo de 1 limao e raspa de metade
1cm de gengire ralado
2 colheres de sopa de azeite
Vinho branco (+/- 100 ml)

Preparação:

Limpe bem o frango retirando-lhe as gorduras e a pele.

Coloque num almofariz os alhos picadinhos, o gengibre ralado, o sumo e a raspa de limão e o azeite.
Esmague tudo muito bem até obter uma pasta. Junte um pouco de vinho branco, e misture bem.

Envolva bem o frango com o tempero.
Reserve durante 1 hora.

Leve a assar em forno pré-aquecido a 180ºC durante uma hora, aproximadamente.
Quando secar, refresque com um pouco de vinho branco.
Ao fim de 30 minutos a assar, vire-o para que fique uniforme.
Um pouco antes de retirar, volte a virá-lo e acenda o grill para tostar um pouco.




Servi com batatas assadas com tomilho...


O sabor cítrico é fantástico e tornou este prato bem especial...nós gostámos muito, espero que vocês também!


Bom apetite!


segunda-feira, 26 de março de 2012

Cogumelos Orientais em Molho cremoso


Foi num dia menos bom que surgiu esta inventura...
Partilho-a convosco por dois grandes motivos:
...estava mesmo deliciosa...a combinação de aromas e sabores encantou-me. Fiquei apaixonada por este novo ingrediente que foi estreia absoluta.
...mais uma vez se confirma...cozinhar é mesmo uma excelente terapia!

Nunca tinha sequer provado este tempero, a curiosidade já era muita e a estreia não podia mesmo ser melhor...na companhia dos meus amigos legumes!

Ingredientes:
Serve 1...

6 cogumelos grandes frescos
1 cebola pequena
1 alho francês sem rama
3 folhas de couve roxa

1 colher sobremesa de Garam Masala
1 colher de chá de caril em pó
1 colher de chá de vinagre de sidra
1 colher de chá de coentros frescos picados (+ 1 pouco para polvilhar no fim)
Pimenta preta q.b.
1 fio de azeite
1 colher de sopa de farinha
Leite q.b.
Manteiga q.b.
Noz-moscada q.b.

Preparação:

Limpe bem os cogumelos com a ajuda de uma escova e retire os pés. Corte-os grosseiramente em bocados.
Pique a cebola e corte o alho francês ao meio e depois em pedaços largos.
Corte a couve roxa em juliana.

Refogue a cebola e o alho francês em azeite. Junte os temperos em pó e mexa. Deixe libertar os aromas e saltear até a cebola começar a ficar transparente.
Junte a couve roxa e envolva. Deixe murchar e de seguida junte os cogumelos.
Baixe o lume e deixe cozinhar por 7 minutos, mexendo com frequência.
Refresque com o vinagre de cidra, deixe evaporar e junte os coentros picados.
Tempere com um pouco de pimenta preta fresca moída.
Deixe cozinhar por mais uns minutos, até os cogumelos estarem prontos.
Enquanto aguarda, amorne o leite com uma noz de manteiga, para que derreta.


Misture bem a farinha no leite e coloque uma pitada de noz-moscada.
Junte ao preparado e envolva tudo muito bem.
Vai engrossar rapidamente.
Se desejar pode acrescentar mais um pouco de leite para que fique na consistência desejada.
Não adicionei sal à receita pois não achei necessário.

Sirva com arroz basmati simples e polvilhe com coentros picados.



Fiquei mesmo fascinada com o sabor do Garam Masala, com um sabor apimentado e doce ao mesmo tempo, difícil de descrever...mas delicioso de se saborear.

Bom apetite!
e
Boa semana! :)

quinta-feira, 22 de março de 2012

Arroz de Espigos



Este arroz é o "tal" arroz, pelo qual anseio todo o ano...É só nesta altura que eles aparecem e por breves "momentos", dias apenas...
Talvez por isso o aprecie tanto, por ser tão difícil de o ver à minha mesa e de o saborear.
Deixo-vos aqui o que foi uma refeição que me deixou mesmo deliciada, não só por ser o "tal" arroz, mas sim porque foi feita pela minha mãe...e que saudades eu tinha do toque dela. Como já vos disse, por mais que façamos exactamente igual, nunca sabe ao mesmo...e um miminho destes é mesmo muito bom!

Ingredientes:
Serve mesmo muito à vontade 4 pessoas...
3 copos de arroz
9 de água (para ficar mais malandrinho)
1 molho de espigos de couve (rebentos da couve)
1 cubo caldo knorr de legumes
Sal
Azeite
1 cebola

Preparação:

Refogue a cebola picada em azeite. Quando estiver translúcida junte a água, tempere com sal e o cubo de legumes.
Quando ferver junte o arroz e os espigos previamente lavados e arranjados.
Deixe cozer durante uns 12-15 minutos, em lume baixo.
Apague quando estiver cozido, não deixe secar para que fique malandrinho.


Acompanhámos com costeletas grelhadas na brasa...



Uma refeição muito simples e deliciosa...


Bom apetite!


terça-feira, 20 de março de 2012

Delícia de Ananás


Porque hoje começa uma estação diferente...que traz com ela aquele calorzinho tão bom!
Os campos enchem-se de flores. E vem a altura de semear...para depois ver crescer...
Ouve-se o chilrear dos pássaros, árvores em flor que adivinham frutos deliciosos...os dias ficam maiores...e eu posso assim voltar às "minhas caminhadas", ao fim de um dia de trabalho, que ainda o céu está azul...
Veste-se roupa mais leve, com o chinelo no pé (que saudades!) e sente-se um cheiro maravilhoso a felicidade!

...aqui fica uma sugestão deliciosa que sabe assim, a Primavera.

Receita inspirada no blog da minha querida Sonia, por quem partilho um sentimento de grande carinho e amizade. Se ainda não conhecem, vão até ao Blog da Dona Sonia  ver as deliciosas sugestões sempre cheias de ternura e carinho, e que me deixam sempre de água na boca...
Obrigada por tudo, um grande beijinho!

Ingredientes:

6 rodelas de ananás em calda
80 ml de calda de ananás
1 lata leite condensado
1 pac natas 200 ml
2 colh café de baunilha em pó
1/2 pacote bolachas maria tostadas partidas grosseiramente


Preparação:

Bata as natas com a baunilha até duplicarem de volume e ficarem fofas.
Junte o leite condensado e envolva bem.
Pique as rodelas de ananás em pedaços pequeninos e misture.
Parta as bolachas grosseiramente, junte ao preparado e envolva tudo muito bem.
Leve ao congelador,  tapado com uma folha de alumínio e depois de algumas horas (pelo menos 4horas) volte a mexer bem com uma colher.
Leve novamente ao congelador com a folha de alumínio para que não ganhe cristais de gelo.
Decore a gosto com pedaços de ananás.


É impressão minha ou este blog anda a ficar cada vez mais guloso??...ai ai e eu que não era nada destas coisas eheh



Bom apetite!

 Tenham um lindo dia...












...e sejam felizes!

Ouçam e vejam uma alegria que contagia...divirtam-se e dancem... :)


video


Morcheeba - "Rome wasn´t built in a day"
 'Fragments of Freedom, 2000 


segunda-feira, 19 de março de 2012

Bolo de Cenoura, Laranja e Nozes para uma Amiga especial



Amizade...sentimento sempre aliado ao amor..o amor ao próximo. Um não existe sem o outro...porque então não seriam verdadeiros.

Sim, são sentimentos que valem mais que ouro e jóias e que são tão raros como eles...que de tão escassos que são, merecem ser sempre valorizados sem qualquer restrição.
Devem ser regados com gestos sinceros para que cresçam e vivam dentro de nós...e nos façam felizes.

Aqui fica a receita...

Ingredientes:

1 iogurte grego natural
3 copos de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
3 copos de açúcar amarelo + 2 colheres de sopa de açúcar para polvilhar
1/2 copo de óleo vegetal
4 ovos
2 colheres de café de baunilha em pó
2 colheres de sopa farelo de aveia
1 cenoura média
Sumo de 1 laranja
80 gr de nozes picadas grosseiramente

A medida refere-se ao copo do iogurte

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Separe os ovos e bata as claras em castelo juntamente com a baunilha em pó. Reserve.

Junte às gemas o iogurte e o açúcar. Mexa muito bem até ficar cremoso. 
Adicione o óleo e misture bem.
Junte a farinha peneirada com o fermento, a aveia e o sumo de laranja e envolva tudo muito bem.
Bata durante 5 minutos com a batedeira eléctrica.

Rale a cenoura e pique as nozes grosseiramente.
Junte ao preparado e envolva tudo muito bem.
Adicione aos poucos as claras em castelo, e envolva delicadamente na massa.
Unte e polvilhe uma forma de bolo inglês.
Verta a massa para dentro da forma e polvilhe com açúcar amarelo.
Leve ao forno durante 40 minutos. No fim deste tempo verifique fazendo o teste do palito.

O açúcar amarelo vai caramelizar por cima da massa...




Um bolo muito fofo e húmido...






Bom apetite!

Tenham uma óptima semana :)


quinta-feira, 15 de março de 2012

Nuggets Orientais de Perú com Esparguete Integral e Alho Francês




Como eu gosto de dar asas à imaginação!...porque somos livres de "voar bem alto", de pensar, imaginar e sonhar...é das melhores sensações do mundo, a sensação da liberdade, as mil e umas possibilidades,  o sorriso que nos nasce, o coração que acelera e a vontade de nunca parar...

Quando há fracções de momentos em que a imaginação fervilha sozinha, em que as ideias surgem e cada uma que vem reforça a anterior...gosto de ir para a cozinha...tenho uma grande paixão por esses momentos, porque nesses momentos eu sei que sou feliz.
Depois vem a expectativa, aquela "pequena" ansiedade de saber o resultado...e enquanto o preparo, já o imagino...e no final saboreio...e sinto que há combinações tão simples e tão deliciosas que só estão à espera de serem encontradas.
Experimentem, vão ver do que estou a falar...


Ingredientes:
Serve 2...

2 bifes de perú
200 gr de esparguete integral
Alho francês 
Sementes sésamo q.b.
Azeite q.b.
1/2 colher sopa de manteiga 
1 ovo
Sal 

Para temperar a carne:

1 colher sopa de preparado de pasta caril (com coentros e cominhos)
Sal
Sumo limão q.b.


imagem retirada da net


Preparação:

Coza o esparguete em água e sal durante 9 minutos para ficar al dente. 
Escorra e reserve.
Corte os bifes em pedaços rectangulares pequenos. Tempere com um pouco de sal, regue com sumo de limão a gosto e envolva a carne na pasta de caril.
Reserve durante 20-30 minutos. 

Lave o alho francês e corte-o em tiras. 

Num prato coloque o ovo batido e, noutro prato, as sementes de sésamo para panar a carne.
Coloque um fio de azeite e a manteiga a derreter numa frigideira anti aderente (o azeite vai impedir que a manteiga queime).
Passe a carne pelo ovo batido, depois pelas sementes de sésamo e coloque a fritar em lume médio.
Vire, com cuidado, para poder fritar bem dos 2 lados e vá retirando conforme estiver cozinhada (bastam uns 3-4 minutos).
Reserve a carne tapando-a para não arrefecer.



Noutra frigideira, salteie o alho francês num fio de azeite durante uns 5 minutos, mexendo de vez em quando.

Adicione o esparguete e envolva bem, deixe saltear mais 1 minuto e apague.



Sirva os nuggets por cima do esparguete...



Uma refeição mesmo inesquecível....


Bom apetite!


quarta-feira, 14 de março de 2012

Chili com Carne



Já há muito tempo que queria experimentar este prato...chili com carne.
É daquelas receitas que mesmo sem nunca ter provado sabia que iria gostar!
E não me desiludiu, estava delicioso e confesso que superou as minhas expectativas.
Os dias já são de comidinhas mais leves, eu sei, mas esta sugestão ainda foi feita em dias de frio, em que pratos reconfortantes são prioridade e sabem sempre bem...
Espero que gostem tanto quanto eu...

Ingredientes:

1 pimento vermelho pequeno
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
2 tomates médios maduros ou 1 grande
1 alho francês sem a rama
1 courgette sem casca
6 cogumelos frescos laminados
400 gr de carne picada (porco e novilho)
Um pouco de sumo de limão
2 colheres de chá de alho em pó
5 cl de vinho branco
1 lata grande de feijão vermelho cozido
Sal
Pimenta preta fresca
2 colheres de chá de cominhos em pó
3 colheres de chá de oregãos
1 e 1/2 colheres de chá de pimentão doce
1 malagueta seca
Água q.b.

Preparação:

Tempere a carne com sal, alho em pó e sumo de limão.
Reserve.


Lave e prepare todos os legumes, cortando-os finamente.

Num tacho largo refogue os legumes em azeite. Vá colocando por esta ordem e deixando alguns minutos de intervalo. À medida que vai "murchando", acrescente o seguinte: Alho e cebola; alho francês; courgette; tomate e pimento;cenoura e couve roxa.
Mexa sempre e depois de colocar a couve e a cenoura deixe cozinhar durante 10 minutos, aproximadamente.

Junte então a carne e os cogumelos laminados. Tempere com um pouco de sal , pimenta preta fresca, a malagueta, os cominhos e os oregãos.
Quando a carne começar a  ficar cozinhada, refresque com o vinho branco. Deixe evaporar e junte um pouco de água (para criar algum molho e não deixar secar).
Adicione a polpa de tomate e envolva tudo muito bem.
Baixe o lume e tape. Deixe cozinhar durante uns 20 minutos, aproximadamente.
Vá verificando e se achar necessário junte mais um pouco de água.
Passado uns 10 minutos, junte o feijão (eu adicionei um pouco da água dele também).
Mexa e deixe finalizar o tempo. Se achar necessário, rectifique os temperos.

Sirva com arroz branco.




Bom apetite!


segunda-feira, 12 de março de 2012

Panqueca de Courgette


Quem disse que panquecas eram só para o pequeno almoço?...se tirarmos o pequeno... podemos servi-las ao almoço, que tal?

Enquanto ia para casa as ideias iam surgindo como aquela sensação de quando vamos na rua e começa a chover...primeiro cai uma pinga...depois duas, depois três e de repente já não se conseguem contar...foi assim que as ideias me assaltaram o pensamento, como se fossem pingos de chuva ...gosto tanto desta sensação da chuva a cair...........


Continuando...

Quando cheguei, coloquei em prática e aqui está: um almoço diferente, completo e delicioso.
Num instante se prepara...noutro instante se saboreia...

Ingredientes:
Serve 1...

2 colheres sopa de farinha
1 ovo
Leite q.b. (4 colheres de sopa +/-)

1 pitada de sal
1 pitada de pimenta 5 bagas fresca
1 courgette sem a casca
1 fio de azeite


Para a pasta aromática:

1 alho picado
Coentros picados (1 colher de chá cheia)
1 colher café caril em pó
1 colher café cominhos em pó
1/2 colher café de azeite



Preparação:

Coloque os ingredientes para pasta aromática num almofariz e esmague tudo muito bem. Reserve.

Num recipiente coloque a farinha. Abra um buraco no meio e adicione o ovo inteiro.
Vá adicionando o leite e mexendo ao mesmo tempo com um fouet para que não fiquem grumos.
Tempere com um pouco de sal e pimenta 5 bagas fresca. Adicione a pasta aromática e misture tudo muito bem. Reserve.


Corte a courgette em quadrados pequenos. Aqueça um fio de azeite numa frigideira anti-aderente e salteie a courgette. Vá mexendo e virando, até ela ficar dourada.
Retire e reserve.
Na mesma frigideira, sem adicionar mais gordura, verta a massa da panqueca. Deixe em lume brando/baixo até começar a ficar feita.
Antes de a virar, adicione a courgette.


Quando vir que a metade de baixo já está pronta vire-a de uma só vez.
Deixe cozinhar mais uns minutos. Levante um pouco a panqueca e verifique se já está pronta.











Simplesmente deliciosa...



Bom apetite!



Tenham uma boa semana! :)





sexta-feira, 9 de março de 2012

Pão d'Alho DELICIOSO


Bem sei que o nome não é nada original...mas este pão d'alho ficou tão delicioso que o nome assenta-lhe mesmo como uma luva...daquelas bem justinhas...


Já tinha experimentado algumas formas de o preparar, mas acho que foi desta que acertei, pelo menos nós gostámos muito e chegámos a um "acordo" entre muitos hmmmmss e nhamm nhammmes...estes são mesmo para repetir!! Esta é "a tal"!

O pão fica super estaladiço...o sabor dos cogumelos assados evidencia-se e é fantástico...o Brie com o bacon e os oregãos combinam deliciosamente...e a pasta d'alho é realmente a que mais gostei até hoje...

Um conselho desta vossa amiga: experimentem só assim irão entender o que eu estou a falar...

Ingredientes:
Rende 6 fatias...
Ajuste consoante o nr. de pessoas

Pão tipo baguete francesa (do dia) ou outro pão a gosto
Bacon em tiras (sem courato)
Cogumelos frescos laminados
Queijo Brie
3 dentes de alho
3 colheres de café de oregãos
1 colher de café de manjericão seco
Azeite
Pimenta 5 bagas fresca


Preparação:

Corte o pão em fatias oblíquas com 2 cm de altura (+/-).
Pique o alho muito finamente para um almofariz, adicione os oregãos e o manjericão, uma pitada de pimenta 5 bagas fresca com um fiozinho de azeite. Esmague tudo muito bem até formar uma pasta. Adicione mais azeite ou ervas aromáticas a gosto. A pasta tem de ser o suficiente para poder barrar as fatias de pão.

Disponhas as fatias num tabuleiro de forno, forrado com papel alumínio. Barre-as com as pasta que obteve (esta pasta não necessita ser em grande quantidade).
Por cima coloque os cogumelos laminados, uma fatia de Brie e, por último, o bacon. Polvilhe com um pouco mais de oregãos.


Leve ao forno a 140ºC, coloque o tabuleiro a meio do forno.
Tape as fatias de pão com uma folha de alumínio para que não fiquem muito tostadas de repente e assim os cogumelos vão poder assar.
Depois de uns 15 minutos, retire a folha de alumínio, aumente a temperatura para 180ºC e suba o tabuleiro para a parte superior e ligue o grill.
Verifique constantemente e quando o bacon estiver estaladiço e o queijo derretido, pode retirar.



Excelente como entrada, numa noite de pizzas ou para aqueles dias em que nos apetece algo mais com uma sopa...enfim...são deliciosos em qualquer ocasião!




Vá, levem já este para provar...era bom não era? 








Bom apetite!
e
Bom fim de semana!





quarta-feira, 7 de março de 2012

Costeletas com molho alimado de Legumes e Bacon



Um almoço simples, rápido e delicioso...o que se quer mais?
Utilizarmos o que já temos em casa e dar largas à imaginação resulta sempre bem...e como as horas parecem minutos, enquanto o pensava já o fazia.
Ficou uma refeição para lá de deliciosa com um sabor maravilhoso a limão...
Espero que gostem...

Ingredientes:

Costeletas
Alhos laminados
1 limão pequeno
Sal
Pimenta preta fresca
5 cogumelos frescos laminados
Tiras de pimento verde
Bacon em tiras
Azeite
Molho inglês

Preparação:

Tempere as costeletas com o alho laminado, sal, pimenta preta fresca e o sumo de um limão.
Reserve durante uns 10-15 minutos.

Coloque um pouco de azeite numa frigideira anti-aderente.
Limpe bem a carne retirando os alhos e coloque-a a fritar quando o azeite já estiver quente.
Frite bem de ambos os lados. Quando estiver pronta retire para um recipiente fechado (para não arrefecer) e reserve.




Na mesma gordura onde fritou a carne, agora com o lume baixo, junte os cogumelos e o pimento.
Deixe saltear durante uns 4 minutos e junte o bacon.
Quando já estiverem bem cozinhados, coe a marinada e adicione o sumo de limão  e umas gotas de molho inglês a gosto. Envolva tudo muito bem.
Deixe reduzir com o lume no mínimo, durante uns 3-4 minutos.



Sirva por cima da carne.
Acompanhe com arroz de alecrim.









Bom apetite!


segunda-feira, 5 de março de 2012

Açorda de Abóbora


Os tempo antigos sempre nos ensinam algo, sempre nos trazem memórias dos dias que tinham mais horas, as pessoas eram mais simples, viviam com menos possibilidades, mas eram felizes...

Antigamente acendia-se a fogueira no chão da cozinha, cozia-se uma chouriça que se comia com broa feita no forno de lenha...conversava-se e cantava-se, num ambiente de amizade e honestidade...em que um vizinho era mesmo como um irmão e trocavam-se gestos de gratidão e de altruísmo.
A panela da sopa era de ferro...não havia pressa. A sopa era feita sobre umas brasas.
Ao longo do dia coziam-se os alimentos e à noitinha, depois de um sol-a-sol de trabalho, estava quentinha, pronta para confortar quem vinha com fome. A mesa não era farta, mas pessoas eram felizes...
Lá fora, as brincadeiras das crianças eram com bolas de trapos, mas elas brincavam. Sabiam que era a única que tinham, que eram escassos os minutos...mas elas gostavam. Sabiam que amanhã, noutra escapadela se iriam encontrar ali.

Gosto de relembrar estes tempos antigos, de ouvir contar sobre eles e aprender como era...gosto da simplicidade e da felicidade espelhada nos olhos de quem conta e recorda com saudade.

Esta açorda saiu da minha cozinha com este pensamento...aqui, neste prato que era da minha bisavó que está cheio destas memórias...cheio de dias e de vezes sem conta....

Ingredientes:

300 gr de abóbora
Pão de mistura rústico q.b. (já com 2 ou 3 dias)
1 cubo de legumes
1 cebola média picada
4 dentes de alho picados
2 colher de sopa de vinho branco (para refrescar)
Pimenta 5 bagas fresca
Sal
Azeite

Preparação:

Coloque o pão a demolhar em água quente e o cubo de legumes derretido.
Reserve durante uns 15 minutos.

Faça um bom refogado com a cebola e o alho, em azeite quente.
Mexa sempre até a cebola ficar translúcida e depois junte a abóbora cortada em cubos pequenos.

Envolva bem no refogado e deixe que ela se desfaça, mexendo de vez em quando, até ficar uma espécie de "puré".
Refresque com o vinho branco. Deixe evaporar.
Escorra muito bem o pão e junte-o ao preparado.
Tempere com um pouco de sal e uma dose bem generosa de pimenta 5 bagas fresca.
Envolva tudo muito bem e baixe o lume.
Deixe os sabores apurarem durante uns 15-20 minutos, mexendo de vez em quando.



Fica deliciosa, suave e com o sabor requintado da abóbora. Ideal para acompanhar pratos de carne ou peixe.






Bom apetite!

Tenham uma boa semana :)

sexta-feira, 2 de março de 2012

Pão Brioche com Côco e Sementes de Papoila




Já tinha experimentado este preparado de farinha para Pão de Brioche e gostei muito!

Bem sei que pôr as mãos na massa e fazermos nós mesmos poderá ficará melhor!  quer dizer...eu como nunca fiz, desconfio que não...mas quem tem já experiência, tenho a certeza que sim...
Por enquanto ainda vou recorrendo aos preparados, além de não ter tempo para amassar, trago comigo umas "amigas" chamadas tendinites já há alguns anos que não me facilitam muito a vida nestas tarefas...
Para que a MFP não reclame que ninguém lhe liga nenhuma, junto o útil ao agradável e sai um pãozinho bem delicioso, quentinho e irresistível...

Acrescentei o côco e as sementes de papoila...ficou mesmo muito bom! O interior bem fofo como gosto e a côdea rijinha e estaladiça...
Experimentem...vão ver que desaparece num abrir e fechar de olhos ;)



Ingredientes:

1 embalagem de preparado de farinha para Pão de Brioche
300 ml de água tépida

3 colheres de sopa de sementes de papoila
3 colheres de sopa de côco ralado

Preparação:

Prepare conforme as instruções da embalagem colocando na cuba a água tépida e em seguida a farinha.
Escolha o Programa 1 - Básico, o nível de cozedura a seu gosto e o tamanho do pão (eu escolhi 750 gr).
Adicione as sementes de papoila e o côco ralado aquando o sinal sonoro (ou logo no ínicio).

Depois de pronto retire e corte-o em fatias...


Quentinho com manteiga é muiiiito bom....e no dia seguinte torrado?? Ainda melhor!! 


Bom apetite

Bom fim de semana!





quinta-feira, 1 de março de 2012

Lacinhos com sabores Mediterrânicos



Temos esta vantagem...geograficamente vivemos numa zona muito rica em ingredientes tão saudáveis quanto saborosos...tirar proveito deles é quase uma "obrigação". Apesar deste mar só nos "tocar" ao de leve, dá-nos o melhor...clima temperado e uma dieta rica. Fazemos parte de um grupo de países em que estas vantagens se revelam principalmente na gastronomia.
Os meus preferidos: Itália, Grécia, Espanha...entre outros.


Gosto de viver aqui. Gosto do que por cá se faz, se planta, se colhe e se cozinha...
Gosto dos nossos cheiros, temperos e ingredientes.
Temos ómegas, vitaminas e minerais sempre à nossa disposição...temos gente do campo que tira da terra o melhor que ela nos dá...que cuida deste património saudável e que nos delicia a cada refeição. Temos também de valorizar quem trabalha anonimamente, pois sem eles as nossas cozinhas ficariam vazias e sem cor...

A minha sugestão de hoje é simples, prática e rápida...Um prato de massa simplesmente delicioso.

Ingredientes:
Serve 1...

150 gr de Lacinhos tricolor
1/2 cubo de legumes
1 cebola pequena
1 dente de alho grande
3-4 folhas de couve roxa
10 azeitonas pretas sem caroço
1 lata de atum
1 tomate maduro (usei congelado)
2 colheres de polpa de tomate
Vinagre de cidra
Azeite
1 colher de chá de oregãos
1 colher de chá de manjericão seco

Preparação:

Coza a massa em água, sal e meio cubo de legumes durante 10 a 12 minutos, para ficar al dente. Depois de pronta, escorra e adicione um fio de azeite para não colar. Reserve.

Lave e corte as folhas de couve roxa em juliana fina. Coloque num recipiente e junte uma colher de chá de vinagre de cidra. Mexa e deixe repousar para ganhar o sabor do vinagre. Reserve.

Numa frigideira anti-aderente coloque o azeite a aquecer e a cebola picada. Junte o alho bem picado e mexa. Quando alourar um pouco junte as azeitonas picadas. Junte o tomate picado e deixe apurar em lume baixo, mexendo sempre.
Acrescente o atum e a couve roxa. Envolva tudo muito bem e tempere com uma pitada de sal, os oregãos e o manjericão. Deixe cozinhar por 5 minutos.
Junte a polpa de tomate e misture bem.
Deixe apurar bem em lume baixe durante uns 5-7 minutos, até reduzir.
Adicione mais um pouco de vinagre de cidra a gosto e rectifique os restantes temperos, se achar necessário.





Bom apetite!