quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Arroz Basmati de Alecrim



O arroz Basmati já entrou para os meus favoritos e continua bem firme. É um arroz delicioso pois aprecio o arroz solto, "rijo" e suave...pena ser um pouco caro.
O que faz dele um arroz para ser saboreado ao máximo, baguinho a baguinho e vale bem a pena ;)
Desta vez juntei-lhe um pouco de alecrim que tenho no meu quintal. O resultado foi delicioso e muito aromático.
Experimentem!

Ingredientes:

2 copos de arroz
4 copos de água quente
1 colher de sopa de azeite
5 ou 6 hastes (pequenas) de alecrim fresco

Preparação:

Coloque o fio de azeite a aquecer num tacho e junte o arroz. Deixe fritar, mexendo de vez em quando.
Quando estiver quase frito (o bago fica mais branco) junte o alecrim.
Adicione a água previamente aquecida, aos poucos e mexendo sempre. Tempere com um pouco de sal e mexa até começar a ferver.
Depois de levantar fervura, baixe o lume para o mínimo e tape o tacho. Não mexa mais o arroz.
Ao fim de 10 minutos verifique. Apague o lume quando a água já tiver evaporado.



Acompanha bem um prato principal, uma salada fria...bem...as hipóteses são por vossa conta ;)


Bom apetite!




terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Bolo de Maçã, Framboesas e Canela


Motivo...
adj.
1. Que pode fazer mover; motor; movente.
2. Que determina ou causa alguma coisa.

s. m.

3. Causa; razão.

4. Fim com que se faz alguma coisa.
5. [Belas-artes]  Assunto de composição.
6. [Música]  Frase musical que se reproduz com modificações num trecho e lhe imprime o seu carácter.



Tudo no nosso dia-a-dia tem um motivo.
Mesmo que não o vejamos, mesmo sem o sentir ou até mesmo sem o querer...tudo tem um motivo. Dormimos para descansar. Comemos para repôr energias. Sorrimos porque estamos felizes. Choramos porque precisamos. Cantamos para soltar a alegria. Corremos porque temos pressa. Bebemos porque temos sede. Cozinhamos porque temos prazer.
E dentro destes exemplos existem ainda muitos mais...



Este bolo surgiu por vários motivos.
Até então não os sabia, mas quando sentimos um fim de tarde já em tom primaveril, ouvimos os pássaros que já cantam e anunciam a prima que aí vem, as magnólias já em flor...O sol que aquece e que já teima em se esconder atrás da serra só depois das sete...e o aroma que sai do forno enquanto esperamos por ele.
Sim, todos estes são excelentes motivos para fazer este bolo.



A receita veio de um blog vizinho que recentemente comecei a visitar. Gosto muito do que por lá se faz.
Fica o convite, espreitem o Principiando en la Cocina.
Obrigada Lorelai pela receita deliciosa!!

A combinação é perfeita, acreditem!

Podem ver a receita original aqui.



Ingredientes: 
Com algumas alterações...


100 gr de farinha de trigo
100 gr de Maizena
2 colheres de sopa de farelo de aveia
5 colheres de sopa de açúcar + um pouco para polvilhar
3 ovos
1 maçã 
150 gr de framboesas (usei congeladas)
6 colheres de sopa de óleo
6 colheres de sopa de leite
1 colher de sopa de canela
1 colher de sobremesa de fermento em pó


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Separe os ovos e bata as claras em castelo. Reserve.
Corte a maçã em cubos pequenos. Num recipiente polvilhe a maçã e as framboesas com um pouco de farinha para que não afundem no bolo. Reserve.
Junte as gemas com o açúcar e mexa muito bem até obter um creme.
Adicione a canela, a aveia, o óleo e o leite. Bate-se tudo muito bem.
De seguida polvilhe o preparado com as farinhas e o fermento. Misture tudo muito bem para que não fiquem grumos. Bata com a varinha durante 5 minutos.

Junte a fruta e envolva bem.
Adicione as claras batidas em castelo, aos poucos e delicadamente para que a massa se mantenha fofa.
Unte uma forma de bolo inglês com um pouco de óleo ou manteiga e polvilhe com açúcar.
Verta a massa para a forma, polvilhe com mais um pouco de açúcar por cima e leve ao forno durante 30 minutos, aproximadamente.










Convido-vos a comerem uma fatia e beber um chá de maçã & canela, a saborear e a aproveitar bem os motivos da vida...





Bom apetite! 







segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Batata & Courgette





Uma dupla deliciosa, simples e tão óbvia quanto surpreendente...é que nunca me tinha ocorrido fazê-las desta forma...

Esta sugestão surgiu da necessidade de aproveitar umas batatinhas cozidas que tinham ficado do dia anterior...coisa que acontece com alguma frequência lá em casa...
Juntei estas duas grandes senhoras da culinária num belo molhinho bem temperado que acompanharam um entrecosto assado na brasa, ao lado de umas migas de grelos...ficou tudo maravilhoso!

Deixo aqui a sugestão deste acompanhamento para quem quiser aproveitar as batatas cozidas e não tem mais ideias...fica aqui mais uma!
Espero que gostem! Nós gostámos muito.

Ingredientes:

Batatas cozidas (aproveitamento, mas pode cozer se não tiver já cozidas)
3 courgettes pequenas sem a casca
2 colheres de chá bem cheias de tomilho seco
3 colheres de chá rasas de alho em pó
2 colheres de chá de vinagre de cidra (ou a seu gosto)
Pimenta 5 bagas fresca
1 pitada de sal fino
2 colheres de sopa de azeite


Preparação:

Coloque o azeite a aquecer numa frigideira anti-aderente.
Corte as courgettes em meias luas não muito finas.
Junte-as ao azeite e deixe saltear uns 5 minutos, mexendo e virando.
Quando a courgette começar a ficar cozinhada (mais transparente), junte a batata cortada também em pedaços, proporcionalmente iguais aos da courgette.
Envolva bem, com cuidado para não desfazer a batata.
Tempere com o alho em pó, o tomilho, a pimenta e uma pitada de sal fino.
Após 5 minutos, junte o vinagre, envolva bem e deixe apurar mais uns 3 ou 4 minutos.





Bom apetite!


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Mini Muffins de Abóbora e Laranja


Tenho guardadas muitas receitas de muffins...todos deliciosos e com um aspecto que ninguém consegue resistir...mas a ideia de fazer uns de abóbora e laranja não me deixou, eu queria experimentar esta dupla que, além de me agradar no lindo tom laranja, sabem deliciosamente bem...
A dupla manteve-se firme às expectativas, aliás, muito melhor do que esperava.

As estreias não ficaram por aqui. Pensei numa farinha para ajudar à cor e lembrei-me da farinha de milho...dá uma textura areada ao muffin e achei que, apesar de ter gostado, na próxima vez que fizer junto-lhe a minha tão amiga farinha maizena, para os tornar um pouco mais fofos...fica o conselho.

Mini...porque, como podem ver, o tamanho ficou pelo caminho...ihih
Com era a 1ª vez que fazia muffins lembrei-me que o melhor era não encher muito as formas, não fossem sair "da casca"...pois é, nem lá perto! lol não foi por falta de massa, que até sobrou e cozi num tabuleiro...pareciam "lasquinhas" de bolo, mas ficaram muito gulosas também...vejam a foto no fim do post.

Enfim, as primeiras experiências são mesmo assim, são formas de aprender a fazer melhor...e maior ihih!
Gostámos muito, acho que a combinação é mesmo deliciosa! E o aroma também :)

E chega de conversa, vou passar à receita...


Ingredientes:
Rende 12

150 gr de abóbora (aproximadamente)
1 laranja (sumo e raspa de metade)
3 ovos
2 canecas de chá de farinha de milho (250 gr aproximadamente)
150 gr de açúcar amarelo (para quem quiser mais doce acrescente mais 50gr
1/3 caneca de chá de óleo
1 colher de chá de canela
1 e 1/2 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal

Para a cobertura:
Água q.b.
1 colher de café de canela
1 colher de chá de açúcar amarelo

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Coza a abóbora cortada em cubos durante uns 10 minutos, aproximadamente. Depois de cozida, esmague-a com um garfo para ficar em puré e escorra muito bem a água que liberta. Reserve.

Junte os ovos inteiros ao açúcar e bata durante 5 minutos com a batedeira até ficar em creme.

Misture a farinha com o fermento e a canela e a pitada de sal.
Vá adicionando aos poucos ao creme, mexendo bem até ficar bem incorporado. Junte o sumo raspa da laranja e a abóbora.
Acrescente o óleo e envolva tudo muito bem.

Coloque a massa nas formas quase até ao cimo (para não ficarem mini) e leve ao forno durante uns 12-15 minutos, aproximadamente. Ao fim desse tempo faça o teste do palito.

Entretanto leve ao lume um pouco de água com o açúcar e a canela.
Deixe em lume brando até começar a ferver. Apague e reserve.

Quando os muffins estiverem cozidos (depois dos 15 minutos) retire-os do forno e pincele-os com a calda de açúcar e canela. Leve-os novamente ao forno durante 5 minutos, até dourarem.


São servidos?




Estas são as "lasquinhas" de bolo...polvilhei com açúcar e canela. Uma gulodice! 
Com café, chá ou um copo de leite...



Bom apetite!



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Costeletas em Cebolada de Mostarda Antiga



Sou apreciadora de ceboladas...de molhar o pão no molho..."afogar" o arroz com ele...gosto de comidas bem apuradas e de sentir o sabor que intencionalmente ali coloquei...

Nesta odisseia culinária, a variedade de sabores que se pode obter é imensa e isso fascina-me...gosto da diversidade de receitas que podem surgir com os mesmos ingredientes no cabeçalho, mas que diferem apenas com um ou dois ingredientes, que dão aquele toque diferente e transformam logo tudo e dão-lhe um novo nome..

Espero que gostem desta sugestão bem saborosa e  rápida...ideal para dias em que as horas insistem em passar depressa demais...


Ingredientes:

Costeletas do lombo
1 cebola grande
2 dentes de alho
1 folha de louro
3 colheres de chá de mostarda antiga
1 colher de chá de mostarda
Molho inglês
Sal
Pimenta 5 bagas
Vinho branco para refrescar


Preparação:

Num tacho refogue a cebola cortada em rodelas e o alho picado numa quantidade generosa de azeite.
Mexa e deixe a cebola murchar.
Junte as costeletas. Tempere com sal e pimenta fresca 5 bagas.
Deixe cozinhar em lume médio/alto durante alguns minutos.

Refresque com um pouco de vinho branco e reduza a chama.
Deixe evaporar um pouco e em seguida junte as mostardas.
Envolva tudo muito bem e deixe apurar em lume baixo durante 10 minutos, aproximadamente.

Sirva com arroz frito simples, ou outro a seu gosto.
Pode também servir com puré de batata.



Bom apetite!



Sementes de Mostarda

Sementes de mostarda são as pequenas sementes das várias plantas de mostarda. As sementes têm cerca de 2 mm de diâmetro e têm cores que vão do branco amarelado ao preto. São especiarias importantes em muitas cozinhas regionais. As sementes são obtidas de três plantas diferentes: mostarda-pretamostarda-castanha e mostarda-branca.
Texto retirado daqui





Propriedades benéficas:

As propriedades curativas características das sementes de mostarda podem ser, em parte, atribuídas ao facto de pertencerem ao género botânico das Brassica, que faz parte da família botânica das crucíferas.


Protecção contra o cancro gastrointestinal por compostos de fitonutrientes


Como outras Brassicas, as sementes de mostarda contêm quantidades abundantes de fitonutrientes denominados glucosinolatos. As sementes também contêm enzimas mirosinase que podem dividir os glucosinolatos noutros fitonutrientes, os isotiocianatos.
Os isotiocianatos presentes na semente de mostarda (e noutras Brassicas) têm sido repetidamente estudados pelos seus efeitos anticancerígenos. Em estudos com animais – em especial os estudos que envolvem o aparelho digestivo e o cancro colorretal – foi demonstrado que a ingestão de isotiocianatos inibe o crescimento de células cancerígenas existentes e protege contra a formação das mesmas.
Os efeitos anti-inflamatórios do selénio e do magnésio
As sementes de mostarda surgiram no sistema de classificação alimentar como uma fonte muito rica em selénio, um nutriente que ajuda a reduzir a gravidade da asma, alguns dos sintomas da artrite reumatóide, e a prevenir o cancro.
As sementes de mostarda são ainda uma boa fonte de magnésio. Tal como o selénio, o magnésio ajuda a reduzir a gravidade da asma, a reduzir a pressão arterial elevada, a restaurar os padrões normais de sono nas mulheres que sofrem com os sintomas da menopausa, a reduzir a frequência de crises de enxaquecas e a prevenir ataques cardíacos em pacientes que sofrem de aterosclerose ou de doença cardíaca relacionada com a diabetes.
As sementes fornecem ainda ácidos gordos do tipo ómega 3, bem como ferro, cálcio, zinco, manganês, magnésio, proteínas, niacina e fibras alimentares.
Texto retirado daqui
Imagens retiradas da internet


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Pudim de Côco




Este pudim ficou logo na lista para fazer! O ar guloso dele cativou-me logo, com um ingrediente que gosto muito de utilizar, o côco...e também por me parecer bem fácil de preparar...coisa que para mim é extremamente importante e decisivo :)
A minha relação com os pudins ainda está a dar os primeiros passos..uns mais tortos que outros, mas a coisa vai melhorando ihih

Esta receita veio de um blog do outro lado do oceano....um blog que eu gosto imenso de visitar por ter receitas sempre deliciosas e principalmente pela amizade, carinho e enorme simpatia desta cozinheira de mão cheia...muito obrigada Andréa, este pudim estava maravilhoso!! Vou repetir sem dúvida!

Todos gostaram muito! Eu quase nem tive oportunidade de lhe tirar uma fotografia, vocês sabem como é...desapareceu num instante!
Gente gulosa!!...cof cof...pessoas cheias de bom gosto, quero eu dizer!


Receita original aqui

Ingredientes:

1 lata de leite condensado (usei ligth)
1 medida da lata de leite
4 gemas (na receita original eram 3)
100 gr de côco ralado
5 colheres de sopa de açúcar para o caramelo

Côco ralado para decorar (não utilizei)

Preparação:

Coloque o açúcar na forma do pudim juntamente com um pouco de água (2 colheres de sopa).
Leve ao lume. Quando começar a ficar em ponto de caramelo, espalhe por toda a forma, com a ajuda de uma colher. Reserve.

Misture o leite condensado com o leite e as gemas. Junte o côco ralado e mexa tudo muito bem.
Verta o preparado para dentro da forma, tape com a tampa da forma (ou com papel alumínio) e coza em banho-maria durante 30 a 40 minutos.

Desenforme depois de frio.
Coloque no frigorífico durante algum tempo antes de servir.




Bom apetite!


Tenham uma boa semana!


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Dá vontade, não dá?!

video


Mais um vídeo que nos leva bem longe sem sair do lugar...leva-nos em breves momentos ao redor do mundo...leva-nos a pensar que há tanta coisa para ver...tanta coisa para visitar...tanta viagem que pode ser feita...tantos momentos que podem ser vividos...faz-nos sonhar, imaginar, viver!

Espero que gostem...! :)



Link do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=-BrDlrytgm8




Aproveito também para deixar um aviso. Tenho visitado vários blogs que dão alerta de vírus. Este alerta refere que o blog tem software maligno que provém de um problema existente no blog Flagrante Delícia.
Vou deixar aqui uma lista dos blogs em que verifiquei este problema, pois podem não saber que têm este aviso ...
Eu tenho tentado deixar um comentário mas não consigo, esta foi a melhor e única forma de vos avisar :)

Frango do campo
Mesa para 4
Pitada Gulosa
Às vezes cozinheira
A Cláudia na cozinha?!
Uma pitada de sal, duas de carinho



Tenham um óptimo fim de semana!!



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Feijoada...???



Parece ser feijoada...
Soube a feijoada...
Então acho que se pode chamar de feijoada!

Nada a ver com a tradicional, que eu tanto gosto! Claro que a preferida é aquela que é feita pela minha mãe. É tão boa...digo-lhe sempre, faz muita... para sobrar!! :)

Acho que refeições preparadas pelas nossas mães serão sempre aquelas que aparecem no primeiríssimo lugar das preferidas...mesmo que nós as façamos tal e qual, a mão delas têm algo de tão especial que nunca iremos descobrir o que é...
A minha querida mãe responde-me sempre que é o toque de mãe!  ;) 

Esta feijoada ficou muito boa, prepara-se em pouco mais de 30 minutos e é para repetir!
O arroz foi uma estreia. Usei arroz Thai. Gostei muito deste arroz. O aroma é maravilhoso!


Ingredientes:
Serve 4...

300 gr de lombo de porco cortado em cubos
2 salsichas frescas
150 gr de chouriço
200 gr de cogumelos
1 cebola média
2 dentes de alho
Grelos (usei já cozidos)
4 colheres de sopa de azeite
500 gr (1 lata grande) de feijão branco (ou outro que prefira)
Sal
Pimenta preta
2 colheres de chá de tomilho seco
Vinho branco para refrescar
Àgua

2 copos de arroz Thai (ou outro)

Preparação:

Num tacho médio, coloque o azeite a aquecer. Junte a cebola e os dentes de alho picados.
Quando a cebola ficar translúcida junte a carne de porco e as salsichas cortadas em bocados.
Deixe cozinhar em lume brando durante alguns minutos, mexendo de vez em quando.
Retire a pele ao chouriço e corte-o em meias luas.
Quando a carne estiver quase feita junte o chouriço.
Junte os cogumelos. Utilizei cogumelos apenas cortados ao meio
Refresque com um pouco de vinho branco e deixe cozinhar em lume brando uns 5 minutos aproximadamente.
Junte um pouco de água, o suficiente para formar um pouco de molho. Eu adicionei 1 copo e meio de água.
Tempere com sal, pimenta preta moída no momento e o tomilho.
Junte o feijão, envolva bem.
Deixe cozinhar em lume baixo durante uns 10 a 15 minutos.

No final junte os grelos. Eu tinha grelos já cozidos e só juntei mesmo antes de apagar para os envolver na feijoada. Mas pode juntar os grelos crús um pouquinho antes de apagar o lume, 5 minutos a ferver é o suficiente.

Enquanto prepara a feijoada coza o arroz em água e sal num tacho à parte. Ao fim de 12 minutos está pronto. Escorra bem e reserve.

Sirva a feijoada com o arroz e regue com um pouco do molho.
O tomilho dá um toque bem especial a este prato!




Bom apetite!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Courgette e Pimento vermelho salteados em molho balsâmico com Linguine



E com pouco se faz muito. Sugiro-vos hoje uma refeição de poucos ingredientes, muito fácil de preparar e que estará pronta em pouco mais de15 minutos.
Cheia de sabor, cor e com um aroma que nos abre o apetite e que nos garante uma deliciosa, completa e saudável refeição!

Espero que gostem...

Ingredientes:

1 courgette
1/2 pimento vermelho
2 chalotas
1 e 1/2 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de vinagre balsâmico

150 gr de Linguine (ou outra massa a gosto)

...a gosto:
Sal
Pimenta preta
Alho em pó
Coentros



Preparação:

Coloque a massa a cozer em água e sal.

Num wok ou frigideira aqueça o azeite já com a chalota fatiada.
Quando estiver translúcida, junte a courgette previamente lavada e fatiada em rodelas finas e o pimento vermelho, cortado em tiras.
Deixe saltear durante uns minutos, mexendo de vez em quando.
Tempere com o vinagre balsâmico. Deixe apurar.
Tempere com sal, alho em pó e pimenta preta moída no momento.

Entretanto escorra a massa.
Junte-a ao preparado e envolva bem.
Polvilhe com coentros frescos picados grosseiramente.







Bom apetite!
e
Boa semana!



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Um aproveitamento improvável...



Na vida de cada um os acontecimentos que são improváveis, por vezes, são os melhores...falo daqueles que nos surpreendem pela positiva! É uma sensação de felicidade que se guarda e nunca se esquece. Não conheço ninguém que não goste de ser surpreendido com coisas boas!
E quando não se espera, maior é a surpresa, maior é a sensação que nos enche o peito e nos faz feliz durante o tempo que nós quisermos...

A minha sugestão de hoje fez-me feliz durante alguns minutos apenas...mas ficou-me bem gravada na memória. De um aproveitamento improvável surge assim uma nova receita que marquei para fazer em breve...

Nesse dia cheguei a casa com alguns legumes frescos, mas o almoço já estava decidido, comer o que tinha sobrado do bacalhau com natas...foi então que os legumes começaram..."olha que hoje estamos mesmo fresquinhos...e salteados somos tão bons!...não me digas que nos vais guardar no frigorífico sem pelo menos fazeres qualquer coisinha...!"
E o bacalhau dizia..."Então e eu? Estava cá primeiro! Sou delicioso...e rápido! É só aquecer e em 5 minutos estou pronto a comer!..."

Bom... posso dizer-vos que ganharam os legumes!! Salteei-os em azeite, como tão bem eles me sabem!
....mas o bacalhau continuou a insistir...a insistir...e...juntou-se aos legumes num abrir e fechar de olhos! Nem ele esperava, nem eu!

Ficaram deliciosos e todos contentes, é claro! Nenhum ficou esquecido e fizeram-me companhia numa deliciosa refeição.

Ingredientes:

Bacalhau com natas (aproveitamento)
1/2 pimento vermelho
1/2 pimento verde
Cogumelos frescos
2 chalotas
Azeite q.b.
Pimenta preta q.b.
Coentros

Preparação:

Num wok ou frigideira coloque um fio de azeite e a chalota em fatias. De seguida, já com o azeite quente, junte os pimentos em tiras finas e os cogumelos em fatias.
Deixe saltear durante alguns minutos, mexendo de vez em quando.
Tempere com pimenta preta moída no momento.
Quando os legumes tiverem murchado, junte o bacalhau com natas.
Envolva tudo muito bem.
Pode polvilhar com coentros a gosto.





Bom apetite!

Tenham um óptimo fim de semana 
e
sejam felizes :)



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Pão Espiga - 7 cereais e mais alguns...



Um pão tosco, rústico e desengonçado...mas tão delicioso que foi quase todo devorado em minutos. Quantos minutos?... nem sei, mas eramos 2 a fatiar :)
...assim morninho, o que é que esperavam?... não há mesmo quem resista!

Este preparado é um dos meus preferidos, pena não o conseguir encontrar com a facilidade que eu queria...enfim...mas quando o vejo, ele já sabe e nem põe em causa, acompanha-me sempre até casa.

Antes de terminar o tempo de cozedura da MFP coloquei no forno só para o tostar ligeiramente...se há algo que me delicia nestes pães de sementes é comê-las tostadas...maravilha!!

Ingredientes:

300 ml de água tépida
1 pacote de preparado "Espiga - 7 cereais"

Preparação:

Prepare conforme a instrução da embalagem.
Acrescentar sementes a gosto. Eu coloco logo no início, quando não estou com muito tempo para ficar perto da MFP. Mas pode colocar só quando a máquina indicar com o sinal sonoro.

Juntei sementes de sésamo, girassol, de papoila, flocos integrais de aveia e de trigo...assim...umas belas colheradas!!
Um pouco antes de terminar, leve ao forno pré-aquecido a 180º C só para tostar um pouco.

Não consegui esperar que arrefecesse minimamente...por isso ele desmanchou-se ao fatiar... :)

Passo a publicidade...  :)



Bom apetite!


Tenham um dia delicioso! :)



quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Uma sopa rica...



...ou uma rica sopa?

As duas!...esta sopa soube-me tão bem que foi daquelas que tive pena que acabasse...tenho mesmo de voltar a fazer! Não sei se vos acontece...quando fazemos algo que sai bem... sabe muito bem... mas que quando acaba pensamos...ohhhhh já acabou...e se na próxima vez não sair tão bem?...ihih Lá está ideias minhas que aqui partilho apenas na esperança de encontrar por aí alguém "perdido" que pense como eu, só para não nos sentirmos sozinhitas nestes devaneios....

Porque ela é sempre um prato essencial na mesa,  e porque precisamos de algo que nos dê energia e força para vencer este friozinho que paira no ar, sugiro-vos uma sopa que nos aquece a alma e conforta muito bem...
Espero que gostem!

Ingredientes:
(para uma panela média)

150 gr de carne de vaca
2 batatas doces médias
4 batatas médias
2 cenouras médias
150 gr de abóbora
2 cebolas
1 alho francês inteiro
Feijão vermelho (usei cozido, uma lata pequena)
Arroz q.b.
Azeite
Sal

Preparação:

Coloque a carne a cozer na mesma panela onde vai fazer a sopa.
Lave e corte todos os legumes. Junte-os à carne, reservando 1 cenoura e meia lata de feijão.
Deixe cozer bem durante uns 20 a 30 minutos em lume brando.
Tempere com azeite e sal a gosto.

Quando estiverem cozidos, apague o fogão e passe tudo com a varinha mágica.
Leve novamente ao lume e quando levantar fervura junte a cenoura cortada em meias luas finininhas e o arroz na quantidade desejada. Mexa de vez em quando para o arroz perder a goma. Quando voltar a ferver baixe o lume e deixe cozer uns 10 minutos. Junte o feijão e após uns 5 minutos, aproximadamente, estará pronta.





Bom apetite!





segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Linguine com Pescada salteada em Alho e Coentros


Bom dia!

Espero que tenham tido um bom fim de semana!
Quero agradecer a todas vocês as palavras de carinho que deixaram aqui, só de vos ler já me ajudou... e bastante :)
...já me sinto um pouco melhor, se bem que a garganta ainda não está boa para cantar o fado...quer dizer... nem que ela tivesse boa eu sabia cantá-lo...eh eh

É...os legumes não me largam, é verdade....talvez até já se sintam cansados de os ver por aqui...mas acreditem que apesar de se repetirem os mesmo ingredientes, basta acrescentar um, ou retirar outro, que logo se muda completamente o sabor e a receita fica logo diferente!

Neste caso utilizei a pescada salteada em azeite e os legumes do costume, com alho e os coentros, para acrescentar um toque bem especial e delicioso!! Não passo sem eles lá em casa...eu sou tão fã destes meninos verdinhos e super aromáticos!!

Uma refeição que se prepara em 15 minutos, económica e cheia de sabor...
Espero que gostem!

Ingredientes:
Serve 2...

2 lombos de pescada (ou 3, consoante o tamanho)
200 gr de massa linguine (ou outra a gosto)
1 colher de sopa de coentros picados (ou 2, conforme o gosto)
3 dentes de alho
Sumo de limão a gosto
1 colher de chá de massa de alho
1 cubo de caldo de legumes (opcional)
Sementes de sésamo q.b.

Para a legumada:

5 cogumelos frescos
1 courgette pequena sem a casca
1 alho francês sem a rama
Azeite q.b.
Pimenta preta q.b.

Preparação:

Tempere a pescada com um pouco de massa de alho e sumo de limão. Reserve uns minutos.

Coloque a massa a cozer em água, sal e o cubo de caldo de legumes.
Depois de 8 minutos, prove, já deve estar pronta.
Escorra e reserve.

Enquanto a massa coze, salteie os legumes em azeite quente. Quando estiverem quase feitos, junte a pescada cortada em pedaços, tempere com sal, pimenta preta moída no momento, os coentros e mais um pouco de sumo de limão. Junte as sementes de sésamo.
Deixe saltear bem o peixe em lume alto, mexendo sempre, mas delicadamente.

Junte o linguine. Pique os dentes de alho e espalhe por cima da massa. Salteie bem juntamente com os legumes e a pescada. Pode juntar mais coentros, se quiser.


Só juntei o alho depois de colocar a massa pois iria ficar queimado e o sabor ficaria alterado. Assim o sabor está lá todo... :)








Bom apetite!



sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Arroz de Linguiça e Feijão Preto com Costeletas no forno


Bom dia!...ou melhor Bom dia Gelo! :)

O dia acordou gelado...mas ainda se fosse daqueles bem cremosos, de morango ou caramelo...não.
Por todo o lado se bate o dente, tenho a certeza.......ao ouvir as notícias no rádio, reparei que enquanto que aqui se vive com temperaturas de 8ºC negativos (acho que é a mais baixa prevista em Portugal)...há quem esteja bem pior com 30 ou mais abaixo de zero, como é o caso da Sibéria...é de lá "daqueles lados" que vem esta massa de ar frio...é que eu nem me consigo imaginar nessa situação....brrrrrrrrrr
Pensei...como é bom estar aqui!! Está frio, mas aguenta-se mesmo muito bem. :) Este sol faz maravilhas! Menos ao meu nariz que está sempre (con)gelado :)
Agora um conselho...comidinha reconfortante, todos os agasalhos e mais alguns, muito chá quentinho (ou café) e a bela da mantinha...

Esta receita de costeletas é sempre uma grande ajuda em dias mais complicados...naqueles dias em que não se tem tempo ou até mesmo não se consegue cozinhar...no meu caso foi um dia em que a gripe se quis apoderar de mim...mesmo assim, e com algum esforço, temperei-as e foram ao forno...
Enquanto o meu amigo forninho cumpria com a parte dele, eu fiz um arroz que se encaixa mesmo à medida...
Nada mais simples, prático e saboroso para um dia que correu menos bem, mas que assim acabou bem melhor... :)

Ingredientes:
Serve 2...

2 Costeletas do cachaço
Sal
Pimenta
Azeite
Molho inglês
Vinagre balsâmico
3 dentes de alho

Para o arroz:

2 copos de arroz agulha
6 copos de água
1 linguiça
1 lata pequena de feijão preto
1 fio de azeite
Oregãos
Pimenta preta q.b.

Preparação:

Coloque as costeletas num tabuleiro de ir ao forno e tempere-as com alho laminado, sal grosso, pimenta preta moída no momento. Regue-as com um pouco de molho inglês, vinagre balsâmico e no final com uma boa dose de azeite.
Leve ao forno a 200ºC durante uns 15- 20 minutos. Ligue o grill para tostarem bem
Vá vigiando a carne e virando de vez em quando para ficarem uniformes.





Entretanto corte a linguiça em pequenas rodelas. Coloque-as num tacho e deixe fritar um pouco. Quando já estiverem um pouco tostadas, junte um fiozinho de azeite e depois o arroz.
Deixe fritar, mexendo sempre. Quando o bago do arroz começar a ficar branco opaco, junte a água.
Tempere com um pouco de sal, pimenta preta moída no momento e oregãos a gosto.
Deixe cozer durante uns 17 minutos, aproximadamente.
Um pouco antes do arroz estar pronto, junte o feijão previamente lavado e bem escorrido.
Mexa para o envolver bem no arroz.








Bom apetite!


Bom fim de semana! :)


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Carne de Vaca guisada com Esparguete


Bom dia!

Esta é das carnes que menos consumo...gosto, mas não é das minhas preferidas...mas confesso que este é um dos meu pratos de eleição...
Não sei se vos acontece, mas quando faço massa com carne gosto mais de comer a massa naquele molho bem apuradinho do que propriamente a carne...enfim, sou uma gulosa por massa!! E aqui a linda cenoura não pode mesmo faltar...


Ingredientes:
Serve 2...e sobra! 

250 gr de carne de vaca para estufar
200 gr de esparguete
2 tomates médios (bem maduros e sem a pele)
1 cenoura média
1 cebola grande
4 dentes de alho
3 colheres de sopa de polpa de tomate
4 colheres de sopa de azeite
Sal q.b.
Pimenta preta q.b.
Um pouco de vinho branco para refrescar
Água q.b.


Preparação:

Pique a cebola e os alhos e refogue-os no azeite, em lume brando.
Quando a cebola ficar translúcida junte o tomate cortado em cubos. (Pode usar enlatado)
Deixe apurar bem, durante uns 10 minutos em lume muito brando, mexendo de vez em quando.
Refresque com um pouco de vinho branco (3 ou 4 colheres de sopa). Continue em lume muito brando. Deixe evaporar o vinho e junte a carne em pedaços pequenos e a cenoura em meias rodelas. Tempere com sal e pimenta preta moída na hora. Acrescente um pouco de água para não secar, tape o tacho e deixe guisar durante uns 25 minutos.

Ao fim deste tempo prove e verifique os temperos. Acrescente mais água (o suficiente para cozer a massa).
Quando ferver junte o esparguete e deixe cozer durante uns 10 minutos.


Bom apetite!


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Ovos estrelados com Legumes e Brie



Voltei a juntar os legumes com os ovos estrelados...uma combinação que me surpreendeu muito e que na altura ficou logo marcada para repetir...
Desta vez acrescentei uns ingredientes e alterei o queijo...usei o meu belo Brie que fica tão bem aqui...aqui e em tantas outras receitas... já não passo sem ter em casa um simpático triângulo deste queijinho de capa branca e com um interior que me derrete....

Refeição rápida, simples e nutritiva... foi o meu almoço...sozinha, mas ao mesmo tempo, tão bem acompanhada...
O que mais gostava de vos transmitir, e isso a foto não me permite...é a mistura dos sabores e a fantástica combinação entre eles...por isso deixo o meu conselho, experimentem :)

Ah e claro, não se esqueçam da fatia de pão para molhar no ovo ihihih
Foi um belo e delicioso momento.

Ingredientes:
Serve 1...
Ajuste os ingredientes consoante o gosto e número de pessoas

3 ovos
1 chalota
1 courgette pequena sem a casca
1 alho francês sem a rama
4 cogumelos frescos
1 colher de sopa de sementes de sésamo
Brie q.b.
1 e  1/2 colher de azeite
Sal uma pitada
Pimenta 5 bagas

Preparação:

Numa frigideira anti-aderente coloque o azeite a aquecer. Junte a chalota picada, a courgette e o alho francês cortados em meias luas.
Mexa e deixe saltear uns minutos.
Lave e fatie os cogumelos frescos. Junte-os ao preparado.
Tempere com uma pitada de sal e pimenta 5 bagas moída na hora.
Junte as sementes de sésamo.
Deixe saltear durante mais 5 minutos, em lume brando.
Coloque fatias de Brie a gosto (ficam por cima dos legumes, não é necessário voltar a mexer).

Por cima coloque os ovos, com cuidado para manter a gema intacta.
Tempere os ovos a gosto com mais um pouco de pimenta (e sal se achar necessário , eu não costumo utilizar).
Tape a frigideira e deixe em lume baixo durante alguns minutos, até a clara ficar branca e a gema ficar um pouco cozinhada (pode deixar mais ou menos tempo dependendo de como gosta de comer os ovos)






Bom apetite!

Tenham um belo dia :)



Retirei a opção de resposta aos comentários para ver se o problema que tenho tido com os mesmos fica resolvido...eu espero que sim! Vamos lá ver... :)